Lendo Poesia

Beinecke Library, Yale University. Essa biblioteca guarda livros raros e manuscritos.
Beinecke Library, Yale University. Essa biblioteca guarda livros raros e manuscritos.

       Lendo Poesia começamos a enxergar a infinidade de interpretações possíveis. Entretanto, quando se fala em Poesia, há uma tendência geral de lembrar somente dos Poemas. Contudo, compreendemos verdadeiramente que a Poesia está além do verso e da estrofe. Por isso, também compartilhamos a Poesia em outras formas, assim como indicamos livros, filmes, pinturas, músicas e trechos de obras Filosóficas que concordam com a nossa afirmação. Porém, muito mais do que uma análise formal, contemplamos temáticas que enxergamos como imprescindíveis e expomos questões que consideramos relevantes.

        Percebemos que uma das grandes riquezas do século XXI é o acesso aos estudos que, em nenhum outro tempo da História da Humanidade foi antes possível. Há poucas décadas, muitas pessoas precisavam viajar longas distâncias para ter contatos com manuscritos antigos. Hoje, com o avanço das tecnologias digitais é possível acessar um documento de dois séculos, em apenas dois cliques. Todavia, nada pressupõe a substituição de algo, quando ambas as coisas possam coexistir, agir em ambientes distintos e, em alguns casos, até se multiplicar.

       Temos séculos de arte, cultura e pensamento à nossa disposição. De modo que, ao invés de estacionarmos em padrões e conformidades temporais, nos permitimos abraçar o que o tempo nos oferece de melhor. Muito embora, nada parece ser tão contrastante do que observar que ao mesmo tempo em que temos tanto acesso aos diversos saberes, milhares de pessoas escolhem gastar a vida com dispersões e ninharias. Aos que seguem assim por outro motivo que não seja a escolha consciente, sentimos a responsabilidade de ofertar ao menos outras opções. E, assim como os nossos antecessores nos presentearam com a diversidade artístico-cultural, agora trabalhamos para que as próximas gerações recebam e valorizem essas preciosidades.

      No entanto, este espaço não tem a pretenção de ser um manual de instruções. Ao contrário, tem a clara intenção de conectar afinidades e descobrir múltiplas formas de ler e pensar a Poesia. Acreditamos na inteligência dos nossos leitores. Sabemos que o arsenal de referências disponíveis conquista o bom exercício da reflexão. Mas, não nos engessamos em índices onomatopaicos, divulgamos somente afinidades que podem, de alguma maneira, nos propiciar uma abertura e o avanço do pensamento. E, mesmo nos momentos de discordância, prezamos pelo comportamento elegante e ético. De modo que, prezamos sim, por uma vida libertária, mas compreendemos também que é possível crescer  com sabedoria e leveza.

      Embora ainda estejamos no início do século, é nítido que muitos paradigmas estão sendo diluídos. Nessa perspectiva, nos afinizamos  com a dinâmica das novas potências criativas e contestamos qualquer  tentativa monopólio. Notamos que é imprescindível para os desenvolvimentos vitais, garantir o respeito à pluralidade. Além disso, ao perceber que os avanços científicos e tecnológicos garantem uma melhor qualidade de vida, é preciso pensar também nos possíveis desdobramentos que esses avanços trazem para a vida coletiva e a saúde do planeta. Não obstante, em meio à essa sociedade hiperconectada, agora parece ser o momento propício para selecionarmos, através do crivo crítico, elementos que gerem aprofundamento intelectual, vivências que ampliem a nossa sensibilidade e caminhos que nos aproximem cada vez mais das grandes questões que vivem dentro da Arte.

*

Eunice Boreal

*

Saiba mais:

https://lendopoesia.wordpress.com