Caminho

Autoretrato
Ano da foto: 2017

 

 

                Eunice Boreal é Poeta. Nasceu em 1984. Em 93, vivencia a música com a flauta doce. Em 1995, começa a estudar outros instrumentos: Piano e gaita. Também a partir de 1995 pratica o teatro na escola. No ano 2001 inicia-se em mais algumas artes, tais quais a pintura, a escultura e o desenho. Estuda e trabalha com a Poesia Multimídia (dentro da música, cinema, artes cênicas e visuais), palestra e performance.

 

            Dos 9 até os 24 anos, participou intensamente de espetáculos teatrais, musicais, performances poéticas e cinema universitário. Nesse caminho, começou a praticar a composição, escreveu diversos textos, conquistou 2 prêmios de melhor atriz na Paraíba, atuou em um curta metragem que foi premiado em Sergipe, realizou pocket show, trabalhou em eventos literários, criou grupos de estudo sobre arte e cultura, estudou em muitos lugares e fez a sua primeira formação técnica como atriz e pesquisadora.

20141219_134329000_ios
Eunice Boreal em uma apresentação. 1995

 

 

          A partir de 2005, alia a sua poética às instalações, filmes e outras linguagens, também começa a exercitar o que em seguida chama de “Poesia Multimídia”. Desde então realiza eventos como o “Tom da Terça“, “Poesia Multimídia” e “CinePoema”. Em 2007 lança “Partícula” (um blog de poemas novos ou antigos). Em seguida, começa a participar de grandes revistas literárias e a investir no estudo da estética filosófica.

 

            Entre 2009 e 2013, continua com as pesquisas musicais e os estudos acadêmicos. Em 2014, faz parte do grupo de Estudos em Teoria Crítica e até 2015 trabalha em parceria com o CNPq. Paralelamente, cria vários happenings e divulga alguns projetos de cinema e videopoesia. Ainda em 2014, faz parte da exposição coletiva “Vídeopoéticas II” no Centro Cultural São Paulo e trabalha com Artigos de Filosofia.

 

20150410_122140000_iOS
Dirigindo filmes. Foto: Wênio Pinheiro.

 

      Desde 2001 participa de debates, colóquios, coletivos e etc. Através da organização Lendo Poesia, realiza a palestra “A presença da mulher dentro da Ciência e da Arte” em 27 de novembro de 2015, na Escola Estadual Papa Paulo VI. Já no dia 25 de agosto de 2016, foi convidada para estar na câmara das vereadoras e dos vereadores de João Pessoa e falou sobre o trabalho das mulheres dentro da produção de conhecimento, suas representações na arte e as suas diversas conquistas e direitos.

FullSizeRender (1)
Eunice Boreal na câmara municipal da cidade de João Pessoa. Ano: 2016.

 

 

            Tem publicações em revistas de circulação nacional e foi selecionada por um blogue português, como uma das brasileiras que fazem poesia contemporânea. Em 2016 , além de trabalhar em diversos projetos voluntários, lançou o zine: A Mulher Sabe de Si. Boreal nasceu na Paraíba e viajou por diversos lugares. Já passou por João Pessoa, Campina Grande, Brasília, Recife, Olinda, Goiana, Aracaju, Maceió, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Porto Alegre, Salvador, Chapada Diamantina, Rio de Janeiro, São Paulo e reconhece o corpo como a sua morada e o mundo um lar em constante redescoberta.
 bloggif_580d484ec5480
         Além dos trabalhos artísticos, reconhece o poder da interdisciplinariedade e através da pesquisa filosófica, realiza cursos que propiciam o diálogo entre os diversos saberes. A Poesia Multimídia é o tema da sua monografia. E mesmo antes do fazer o Bacharelado em Filosofia, sua trajetória também é marcada pela realização de palestras e conferências sobre a arte. Atualmente, além de realizar pesquisas filosóficas e de alimentar os estudos na Arte, também estuda idiomas, escreve e publica textos, cria vídeos, realiza palestras, dialoga sobre parcerias, fotografa, filma, interpreta textos clássicos e realiza diversos trabalhos autorais.